17
Qui, Ago
0 Novos artigos

A Criação das Paróquias da Diocese

Criação e Caminhada Atual

Atualmente, a diocese de Marília é composta por 62 paróquias e 1 pró-paróquia.

A primeira paróquia criada no território onde hoje está localizada a diocese, foi a Paróquia de São Bento Abade, da cidade de Marília (que na época se chamava Alto Cafezal). O pedido da criação da paróquia foi feito ao então bispo da diocese de Botucatu, Dom Carlos Duarte da Costa. O decreto da fundação, com data de 15 de julho de 1929, foi assinado por Dom Ático Euzébio da Rocha, bispo de Cafelândia, diocese recém-criada na época, à qual pertencia a cidade. Dom Ático criou ainda, em 1934 e 1935, as paróquias Sagrado Coração de Jesus, de Vera Cruz, e São Pedro Apóstolo, de Garça.

O sucessor de Dom Ático, Dom Henrique César Fernandes Mourão, criou várias paróquias no território que hoje forma a diocese de Marília. Em 1936, foram criadas as paróquias de Nossa Senhora do Rosário, de Pompéia; Santa Ana, de Herculândia; São Pedro Apóstolo, de Tupã; e Santo Antônio, de Marília. Em 1938, foi criada a Paróquia Nossa Senhora Aparecida, de Oriente. E em 1940, ainda durante o bispado de Dom Henrique César, foram fundadas as paróquias Nossa Senhora Aparecida, de Paulópolis; Imaculada Conceição, de Parapuã; Nossa Senhora Aparecida, de Rinópolis; São Luiz Gonzaga, de Iacri; e São Francisco Xavier, de Bastos.

Entre os anos de 1945 e 1948, a sede episcopal da diocese de Cafelândia ficou vaga e quem a assumiu foi o vigário capitular, Monsenhor Victor Ribeiro Mazzei. Neste período, foram criadas quatro novas paróquias no atual território da diocese de Marília. Em 1945, foram fundadas as paróquias Nossa Senhora Aparecida, de Quintana, e Sagrada Família, de Lucélia. A Paróquia São José, de Osvaldo Cruz, foi criada em 1946. Dois anos após, foi fundada a Paróquia Nossa Senhora Aparecida, de Dracena.

Em 1950, foram fundadas, por decreto do novo bispo, Dom Henrique Gelain, as paróquias Nossa Senhora Aparecida,de Flórida Paulista; Nossa Senhora das Graças, de Pacaembu; e Santo Antônio, de Adamantina. No mesmo ano, a sede da diocese de Cafelândia foi transferida para a cidade de Lins.
Dois anos depois, a diocese de Marília foi desmembrada da diocese de Lins. Como administrador apostólico da nova diocese, Dom Henrique Gelain criou ainda duas paróquias: Nossa Senhora da Glória, de Tupi Paulista, e Santo Antônio, de Junqueirópolis. Estas foram as primeiras paróquias fundadas após a instalação da diocese de Marília.O maior número de paróquias criadas foi registrado durante o bispado de Dom Hugo Bressane de Araújo, primeiro bispo diocesano de Marília.

Entre 1954 e o início de 1975, foram fundadas 27 novas paróquias para atender aos fiéis.Em 1954, foi criada a Paróquia Imaculado Coração de Maria, de Inúbia Paulista. No ano seguinte, Dom Hugo criou cinco paróquias: Santa Cecília, de Álvaro de Carvalho; Nossa Senhora de Lourdes, de Garça; Imaculada Conceição, de Mariápolis; Nossa Senhora Auxiliadora, de Tupã; e São Miguel Arcanjo, de Marília. Em 1956, foi criada a Paróquia São José, de Flora Rica, e a Paróquia Santa Genoveva, de Irapuru.

Em 1958, foram fundadas 11 paróquias na diocese: São João Batista, de São João do Pau D’Alho; Santa Isabel, de Marília; São João Batista, de Salmourão; Senhor Bom Jesus, de Arco-Íris; Santa Cecília, de Monte Castelo; Nossa Senhora Aparecida, de Nova Guataporanga; São José, de Panorama; Nossa Senhora Aparecida, de Ouro Verde; São Pedro, de Paulicéia; Santa Luzia, de Pracinha; e Nossa Senhora das Mercês, de Santa Mercedes.

No ano de 1960, foram fundadas as paróquias São Benedito, de Sagres, e Nossa Senhora Auxiliadora, de Avencas.A Paróquia Nossa Senhora de Fátima, de Marília, foi criada em 1961. No ano seguinte, foi fundada a Paróquia São Judas Tadeu, de Tupã. Em 1966, Dom Hugo decretou a fundação da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, de Adamantina.
Em 1968, ocorreu a criação de mais duas paróquias: Nossa Senhora de Fátima, de Dracena, e Nossa Senhora Aparecida, de Queiroz. A última paróquia criada pelo bispo diocesano, Dom Hugo, foi a paróquia Nossa Senhora da Glória, de Marília, a 12 de outubro de 1969.

Depois de tomar posse como bispo diocesano, Dom Frei Daniel Tomasella decretou a fundação de seis paróquias, sendo cinco em Marília e uma em Tupã. As paróquias criadas pelo segundo bispo diocesano, em Marília, foram: São Sebastião, em 1976; Sagrada Família, em 1977; Santa Rita de Cássia, em 1983; Nossa Senhora de Guadalupe, em 1989; e Santa Antonieta, em 1991. A Paróquia de São José, de Tupã, foi fundada em 1990.

Dom Osvaldo Giuntini, terceiro bispo diocesano, fundou, até o momento, cinco paróquias na diocese de Marília. Em 1997 foi criada a paróquia Sagrado Coração de Jesus e, em 1998, a paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, ambas em Marília. Em 2007 foi fundada a Paróquia São João Batista, em Marília. Em 2009 foi criada a Paróquia Nossa Senhora de Fátima, do Bairro Jóquei Club, em Marília, e em 2011, a Paróquia São Francisco de Assis, em Dracena.

Pastoral da Esperança de Marília
Área de dowloads